TC Médio Mearim (MA)

compartilhar

Localizado no Estado do Maranhão, o Território da Cidadania (TC) Médio Mearim abrange uma área de 8.765,30 Km2, envolvendo 16 municípios: Bernardo do Mearim, Capinzal do Norte, Lima Campos, Santo Antônio dos Lopes, Esperantinópolis, Igarapé Grande, Joselândia, Lago da Pedra, Lago do Junco, Lago dos Rodrigues, Pedreiras, Poção de Pedras, São Luís Gonzaga do Maranhão, São Raimundo do Doca Bezerra, São Roberto e Trizidela do Vale.

O TC Médio Mearim se encontra no Bioma Cerrado e na zona de transição entre os Biomas Amazônia, Cerrado e Caatinga. Ao longo dos anos, essa região perdeu muito da sua cobertura florestal nativa, por conta do desmatamento para abertura de pastagens e agricultura extensiva. A palmeira babaçu (Attalea speciosa Mart. ex Spreng.), que sempre esteve presente na rica composição da vegetação originária que cobria o território, acabou dominando a paisagem em sucessão, se tornando a espécie florestal predominante, cobrindo vastas áreas chamadas de babaçuais.

Comunidades

A população territorial é de 262.320 habitantes (IBGE/2010), dos quais 110.335 vivem na área rural, o que corresponde a 42,06% do total. Essa parcela da população é formada sobretudo por agricultores familiares, famílias assentadas e comunidades quilombolas, que praticam agricultura de subsistência, pecuária e extrativismo.

Os babaçuais se tornaram a base do sustento de muitas famílias na área de ocorrência desta palmeira, no Território do Médio Mearim. Por esta razão, as comunidades lutam pela proteção dessa espécie, que sofre pressão devido à tendência de sua eliminação por grandes pecuaristas. Esse movimento é protagonizado principalmente por mulheres, as quebradeiras de coco, que além de realizar a coleta e o processamento do coco babaçu, se organizam em movimentos sociais para garantir o acesso livre aos babaçuais, tanto em áreas públicas como privadas.

A planta do Território

No Médio Mearim, o Bem Diverso elencou o babaçu como espécie prioritária para desenvolver ações de boas práticas para extrativismo sustentável, processamento integral e acesso ao mercado. Ademais, o projeto realiza ações para avaliação da comercialização de produtos extrativos e da importância do extrativismo para as comunidades. De forma integrada, o Bem Diverso contribui para o delineamento e adoção de sistemas agroflorestais que integrem cultivos agrícolas e espécies madeireiras nas áreas de babaçuais.

As parcerias

No TC Médio Mearim, o Bem Diverso atua por meio da Embrapa Cocais, com sede em São Luis (MA) e da Embrapa Amazônia Oriental, com sede em Belém (PA) em parceria com a Associação em Áreas de Assentamento do Estado do Maranhão (Assema), organização sem fins lucrativos de agricultores familiares e extrativistas de coco babaçu, que desenvolve projetos socioeconômicos e comunitários e outras organizações vinculadas a essa associação. A Embrapa também atua em parceria com outras organizações agroextrativistas fora do território, mas que podem ser beneficiárias indiretas das ações do Projeto Bem Diverso.

 

 

Informações:
  • Bioma Cerrado
  • Estados MA
Plantas:
Parceiros: