TC Alto Acre e Capixaba (AC)

compartilhar:

Localizado no estado do Acre, o Território da Cidadania Alto Acre e Capixaba tem 1.530.000 hectares com 77,9% de cobertura florestal.

O Alto Acre e Capixaba, que também faz fronteira com Bolívia e Peru, se encontra no Bioma Amazônia e é formado por diversas áreas protegidas, tais como: a Reserva Extrativista Chico Mendes, a Terra Indígena Cabeceira do Rio Acre e Terra Indígena Mamoadate (etnias Jaminawa e Manchineri), a Estação Ecológica do Rio Acre, a Área de Relevante Interesse Ecológico do Seringal Nova Esperança, além de 19 assentamentos da reforma agrária de diferentes modalidades.

Comunidades

A população do Território é formada na sua maioria por pequenos agricultores e extrativistas, que fazem diversos tipos de uso da terra, como a agricultura familiar de subsistência, criações de animais e o extrativismo da seringueira e da castanha-do-brasil, principalmente. Há também os povos Jaminawa e Manchineri habitantes da Terra Indígena Mamoadate, que vivem da caça, pesca e da prática de roçados. Neste Território, a Fundação Nacional do Índio (Funai) já registrou a presença de povos indígenas em isolamento voluntário e de recente contato.

Embora o Alto Acre e Capixaba conserve uma grande porção de cobertura florestal, o avanço do desmatamento tem sido significativo nos últimos anos, atingindo inclusive as áreas protegidas. A derrubada da floresta acontece principalmente por conta da pecuária extensiva, implantação de culturas anuais e extração ilegal de madeira. Essa situação provoca diversos conflitos territoriais vivenciados pelas populações tradicionais do Território desde a época de Chico Mendes, líder seringueiro brutalmente assassinado em 1988, que se tornou símbolo da luta pelo acesso à terra e conservação da floresta.  

A espécie do Território

No alto Acre e Capixaba, o Bem Diverso elencou a castanha-do-brasil (Bertholletia excelsa Bonpl.) como espécie florestal para desenvolver boas práticas de extrativismo sustentável. O Projeto também trabalha com Sistemas Agroflorestais que integrem cultivos agrícolas e espécies madeireiras como forma de recomposição da vegetação em áreas anteriormente ocupadas por pastos ou roçados. O Projeto promove ainda no Território, o desenvolvimento das capacidades locais tão importantes para o fortalecimento das organizações sociais, a autonomia e empoderamento das comunidades acreanas.

Parcerias

No TC Alto Acre e Capixaba o Bem Diverso é coordenado pela Embrapa Acre situada na capital Rio Branco (AC). Há também outras instituições presentes no estado que também contribuem para o trabalho do Projeto no Território, como o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

 

 

Informações:
  • Bioma Amazônia
  • Estados AC
Parceiros: