Pequi

Caryocar brasiliense Camb.

compartilhar
O pequizeiro é uma árvore típica do Cerrado, cujos frutos são conhecidos como pequi, e dependendo da região, seus nomes podem variar para piquiá-bravo, amêndoa-de-espinho, grão-de-cavalo, pequiá, pequiá-pedra, pequirim, suari e piquiá. O seu cheiro e gosto marcante simbolizam toda uma cultura de populações tradicionais do Cerrado que tem nesse fruto sua base alimentar e ainda, uma importante fonte de renda advinda do extrativismo sustentável.
Ficha Técnica
  • Família Botânica Caryocaraceae
  • Nome Científico Caryocar brasiliense Camb.
  • Bioma(s) Cerrado
  • Territorio(s) TC Alto Rio Pardo (MG)
  • Porte da Planta Arbóreo, de 7 a 12 metros de altura
  • Parte Colhida Fruto
  • Floração Setembro a novembro
  • Frutificação Outubro a fevereiro
  • Usos O caroço e a amêndoa podem ser usados na culinária e na extração de óleo. A madeira pode ser utilizada na fabricação de móveis rústicos, caibros e outros.

Saiba mais sobre o pequi e seus usos

O nome pequi tem sua origem no tupi que significa: py= casca e qui=espinho, por causa dos pequenos espinhos que contém no caroço. O pequi com espinho é o mais comum, entretanto, na Terra Indígena Xingu há uma variedade sem espinhos. O pequizeiro tem ciclo de vida de aproximadamente 50 anos. Depois de oito anos, inicia sua fase reprodutiva. É comum encontrar no Cerrado em média 25 pequizeiros por hectare, entretanto em áreas de vegetação mais fechada esse número pode chegar a 100. Seus troncos são retorcidos, crescem para os lados e muitas vezes chegam próximos ao chão.

 

O pequi é símbolo da cultura e culinária dos povos do Cerrado brasileiro. É muito apreciado em diversos estados, destacando-se pratos como o arroz de pequi, a galinha com pequi, ou simplesmente sem misturas. Da polpa é possível fazer a extração do óleo, utilizado para diversos fins. Há também uma variedade de receitas que usam o pequi para produção de geleias, doces, licores, cremes, sorvetes, farofas e pamonhas. Muitas comunidades também utilizam a fruta para produção de ração destinadas a porcos e galinhas. A amêndoa do caroço de pequi também é utilizada para extração de óleo, como também pode ser consumida em diversas formas.

dsc01772 2

dsc01772 2



Flor do pequizeiro © Acervo/Bem Diverso

Onde encontrar produtos de pequi?

Coopav - Cooperativa de Agricultores Familiares Agroextrativistas Vereda Funda
Telefone: (38) 99131-4824 - Zezinho 
(38) 99199-9222 – Elmy

Coopaab – Cooperativa de Agricultores Familiares Agroextrativistas de Água Boa I
Telefone: (38) 99181-5852 – Dona Lúcia
(38) 99197-9770 – Cida

Central do Cerrado (Cooperativa de grupo de produtores) 
Setor de Expansão Econômica de Sobradinho, Quadra 14, Lot3, Sobradinho-DF.
Telefone: (61) 3327-8489
E-mail: centraldocerrado@centraldocerrado.org.br 
Site: http://www.centraldocerrado.org.br
Facebook: https://www.facebook.com/CentralCerrado/

Cooperativa dos Agricultores Familiares e Agroextrativistas Grande Sertão
Rua Andersen, 400. Montes Claros-MG
E-mail: vendascgs@gmail.com
Telefone: (38) 3223-2285
Facebook: https://www.facebook.com/Cooperativa-Grande-Sertão-115490648609510/

Fontes

Boas práticas de manejo para o extrativismo sustentável do pequi / Washington Luis de Oliveira e Aldicir Scariot. – Brasília: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, 2010.