Castanha-do-brasil, castanha-da-amazônia ou castanha-do-pará

Bertholletia excelsa Bonpl.

compartilhar:
Conhecida como Rainha da Floresta Amazônica, a majestosa castanheira produz a castanha-do-brasil, uma semente muito saborosa de alto valor nutritivo e por isso muito valorizada no mercado nacional e internacional. Ocorre praticamente em toda Amazônia nas áreas de florestas de terra firme e tem relação direta com a conservação ambiental. Ela também é conhecida pelos nomes: castanha-do-pará, castanha-da-amazônia, castanha, castanheira, castanha-verdadeira, castanheiro, amendoeira-da-América, castanha-mansa e muitos outros.
Ficha Técnica
  • Família Botânica Lecythidaceae
  • Nome Científico Bertholletia excelsa Bonpl.
  • Bioma(s) Amazônia
  • Territorio(s) TC Alto Acre e Capixaba (AC)
  • Porte da Planta Arbóreo, podendo atingir até 50 metros de altura.
  • Parte Colhida As sementes ou as castanhas que ficam dentro do ouriço e a madeira.
  • Floração Outubro a dezembro no Território do Alto Acre e Capixaba. Em outras áreas da Amazônia esse período pode variar.
  • Frutificação No Território do Alto Acre e Capixaba a frutificação ocorre 12 a 14 meses após a floração. Os frutos amadurecem e caem de novembro a fevereiro, com o pico de queda em dezembro.
  • Usos Muito utilizadas culinária, nas indústria cosmética e farmacêutica. A castanha pode ser consumida In natura ou assada, sendo muito apreciada como petisco. Pode-se fazer doces, farinhas, bolos, pães e outros. Quando triturada crua misturada com água, pode-se obter o leite de castanha, usado tanto na substituição do leite de vaca, como para diversos fins culinários. Da castanha também se extrai o óleo, de coloração clara e sabor agradável, pode ser usado no preparo de comidas e saladas. Por seu intenso poder hidratante, emoliente e esfoliante, a indústria fármaco-cosmética utiliza a castanha-do-brasil na fabricação de hidratantes, xampus, sabonetes finos, batons, etc. O ouriço também é muito aproveitado para confecção de artesanatos. O caule da castanheira é madeira rija e compacta, foi muito explorado para a construção civil e naval, o que levou ao extermínio de muitos castanhais no estado do Pará. Por isso, em 1994, o Governo Federal proibiu o corte dessa árvore (Decreto 1.282/1994). Atualmente a exploração da espécie está restrita apenas aos produtos não madeireiros.

Saiba mais sobre a castanha-do-brasil 

O ouriço é o fruto da castanheira, uma capsula esférica lenhosa de coloração castanho-escura, bastante dura. Tem em média 10 a 16 cm de diâmetro e contém as castanhas, ou as sementes, que podem ser em média 10 a 25 unidades. Quando os ouriços estão maduros, eles caem naturalmente do alto da castanheira, devendo ser coletados no chão. Por ser muito duro, o ouriço não se abre facilmente, é necessário romper sua porção inferior com ajuda de um facão. Dentro estão as sementes que também têm casca rugosa e dura. É retirando essa casca dura que se chega às amêndoas, as cobiçadas castanhas-do-brasil.

A Rainha da Floresta também é símbolo da sociobiodiversidade brasileira, pois isoladas em pastagens não mantém sua produção. Ademais, toda a produção da castanha depende do trabalho de comunidades que vivem e dependem da floresta em pé. Por isso, a castanha-do-brasil também exerce grande papel na organização socioeconômica de vastas áreas na Amazônia, especialmente nas reservas extrativistas, onde vivem os coletores de castanhas, os castanheiros.  Ao passo que realizam a coleta, essas pessoas também ajudam a proteger a floresta de usos predatórios, garantindo as condições para prestação de diversos serviços ambientais, como a regulação do regime de chuvas.

ch arv204 3 ago2016 lwadt

ch arv204 3 ago2016 lwadt



Majestosa castanheira se destaca na floresta. © Lúcia Wadt
Multiplos usos 

 A castanha pode ser consumida In natura ou assada, sendo muito apreciada como petisco. Pode-se fazer doces, farinhas, bolos, pães e outros. Quando triturada crua misturada com água, pode-se obter o leite de castanha, usado tanto na substituição do leite de vaca, como para diversos fins culinários. Da castanha também se extrai o óleo, de coloração clara e sabor agradável, pode ser usado no preparo de comidas e saladas. Por seu intenso poder hidratante, emoliente e esfoliante, a indústria fármaco cosmética utiliza a castanha-do-brasil na fabricação de hidratantes, xampus, sabonetes finos, batons e etc. O ouriço também é muito aproveitado para confecção de artesanatos. O caule da castanheira é madeira rija e compacta, foi super explorado para a construção civil e naval, o que levou ao extermínio de muitos castanhais no estado do Pará. Por isso em 1994, o Governo Federal proibiu o corte dessa árvore (Decreto 1.282/1994).  Atualmente a exploração da espécie está restrita apenas aos produtos não madeireiros.  

Onde encontrar produtos de castanha-do-brasil? 

Cooperacre-Cooperativa Central de Comercialização Extrativista do Acre. Endereço: Rodovia AC 40, KM 04, Vila Acre, Rio Branco-AC. Telefone: (68) 32217164 / 3221-1340. E-mail: contato@cooperacre.com. /Site: www.cooperacre.com

Coopavam- Cooperativa dos Agricultores do Vale do Amanhecer. Endereço: Estrada Linha 06, Núcleo de Assentamento Vale do Amanhecer, Km 1 – Zona Rural. CEP: 78340-000, Juruena-MT. Telefone: (66) 3553-1045 / (66) 9214-0463 / (66) 8428-8154. E-mail: coopavamfabrica@hotmail.com . Site: www.coopavam.org.br. Facebook: https://www.facebook.com/coopavam.juruena

 Inovam-Brasil. Endereço: BR 364 – Km 335, Nº 7814, Ji-Paraná-RO. CEP: 76914-650, Caixa Postal: 911. Telefone: (69) 99963-1008 / (69) 9945-6090. Site: www.inovam.com.br. Facebook: https://www.facebook.com/inovam.brasil