Andiroba

Carapa guianensis Aubl.

compartilhar
O óleo da andiroba, extraído das sementes da andirobeira é usado há séculos pelas populações amazônidas, especialmente para fins medicinais. Nos últimos anos, esse produto vem ganhando mercado dentro e fora do Brasil, sendo explorado principalmente pela indústria de fármacos e cosméticos. Dessa forma, o óleo se tornou uma importante fonte de renda para comunidades agroextrativistas da Amazônia.
Ficha Técnica
  • Família Botânica Meliaceae
  • Nome Científico Carapa guianensis Aubl.
  • Bioma(s) Amazônia
  • Territorio(s) TC Marajó (PA)
  • Porte da Planta arbórea de médio e alto porte, podendo chegar até 35 metros de altura nas florestas de várzea.
  • Parte Colhida Sementes e madeira.
  • Floração Anual, podendo se estender durante o ano inteiro, ocorrendo tanto no período chuvoso quanto no seco.
  • Frutificação Anual, ocorrendo de dezembro a agosto em florestas de várzea
  • Usos cosmético, medicinal, fabricação de móveis, construção civil e naval e produção de ração animal.

Saiba mais sobre a andiroba da floresta de várzea

A andirobeira é encontrada praticamente em toda Amazônia, tanto nas florestas de terra firme, quanto nas de várzea. A árvore tem copa pouco concentrada e tronco não muito grosso, com placas que parecem “escamas”. Tem raízes do tipo tabulares ou sapopema, que dão muita firmeza à árvore. O fruto é um ouriço, que quando maduro cai no chão libera as sementes. Cada fruto pode conter de 4 a 16 sementes que dão origem ao óleo de andiroba, utilizado para muitos fins dentre eles, o medicinal devido às suas propriedades anti-inflamatórias e cicatrizantes. A indústria de cosméticos utiliza o óleo para fabricação de sabonetes, cremes para pele, xampus e outros. A borra ou torta (que é o resíduo da extração do óleo) também é usado para produzir sabão, velas repelentes e ração animal. Na Amazônia muitas comunidades utilizam a casca e as folhas da andirobeira para chás vermífugos, antitérmico, contra gripes, reumatismo e outras enfermidades. A madeira da andirobeira também é utilizada para construção civil e naval e para fabricação de móveis.

bruno fruto na copa 1

bruno fruto na copa 1



Fruto da andiroba © Bruno Costa

Onde encontrar produtos de andiroba?

Instituto Sócio - Ambiental do Amapá - Cumaú
Telefone: (96) 99190-6008

Associação dos Agroextrativistas Ribeirinhos do Rio Araguari
Endereço: Rua Manoel Bentes Parentes, 385, Malvinas, Porto Grande (AP).
 CEP 68997--000, Brasil
Telefone: (96) 3118-4477

 

Notícias Relacionadas

Curralinho (PA) e São Sebastião da Boa Vista (PA) recebem treinamentos em manejo de açaizais nativos

Comunidades extrativistas de dois municípios localizados no arquipélago do Marajó recebem nesta e na próxima semana...

Leia Mais
Agroextrativistas do Marajó participam de oficina sobre políticas públicas

Diagnóstico socioeconômico das políticas públicas no Território da Cidadania Marajó é realizado pelo Bem Diverso.

Leia Mais