Prepare-se para a Semana Internacional do Café

compartilhar

20 a 22/11 em Belo Horizonte – MG.

A Semana Internacional do Café (SIC) é o maior encontro da cafeicultura brasileira e um dos maiores do mundo.

O evento reúne cafeicultores, torrefadores, classificadores, exportadores, compradores, fornecedores, empresários, baristas, proprietários de cafeterias e apreciadores em Belo Horizonte, capital do maior estado produtor do Brasil, MG, e apresenta diversas ações a milhares de profissionais do mundo, focadas nas áreas de Mercado & Consumo, Conhecimento & Inovação e Negócios & Empreendedorismo.

Dentro dos parceiros do projeto Bem Diverso, estarão representantes da APAS, associação dos produtores do Alto da Serra, da região de São Gonçalo do Sapucaí, sul de MG, que produzem cafés especiais.

 

cafe 3

cafe 3



Já projeto o Bem Diverso e a EMATER estarão representados no estande dos produtores da Honey Coffe e Capadócia, expondo onze produtores geraizeros beneficiados pelo programa, que produzem cafés especiais no norte de Minas em um sistema tradicional de mais de 200 anos, conhecido como "chácaras de café sombreado", que mescla o plantio do café ao de plantas frutíferas e arbóreas.

Sérgio Regina, coordenador estadual de culturas da EMATER MG (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural), explica que o método agroecológico e de sombreamento foi desenvolvido por esses povos para resguardar as sementes do sol forte e da falta de água da região. “A altitude elevada e o sombreamento traz ao café uma maturação mais lenta, o que confere ao grão uma qualidade muito alta”, conta. 

E ele salienta a contribuição do Bem Diverso no desenvolvimento da cadeia cafeicultora geraizeira: “O que os gerais conseguiram através do projeto Bem Diverso, A APAS demorou 20 anos! O apoio foi fundamental para conquistas importantíssimas para essas populações: troca de saberes com produtores de outras regiões, melhoria da qualidade do produto, maior produtividade, acesso ao mercado, diminuição do êxodo rural entre a juventude, além da reafirmação do protagonismo feminino no campo. “Nos gerais, a mulherada tá mandando”, diverte-se Sérgio, cujo papel é fazer o acompanhamento técnico junto aos produtores, além da extensão rural, com o comprometimento de não interferir no modo de produção tradicional deles.

cafe 4

cafe 4



No ano passado, a safra de alguns produtores gerazeiros chegou a ser classificada com 88 pontos pela Associação Americana de Cafés Especiais (SACE). “Cafés acima de 80 pontos são assim considerados”, explica Regina. “Hoje temos 11 cafés especiais: mais que triplicamos o volume de amostras; um ganho extraordinário”, conta.

A Semana Internacional do Café acontece de 20 a 22 de novembro no Expominas

(Av. Amazonas, 6200 – Gameleira, Belo Horizonte – MG/ Brasil, das 11h às 20h).

Mais informações: https://semanainternacionaldocafe.com.br/

cafe 4

cafe 4



cafe 3

cafe 3



Notícias Relacionadas

Resgate histórico e geração de riqueza no Alto Rio Pardo de Minas

Atividades do Projeto resgatam as histórias dos povos tradicionais a partir do extrativismo sustentável em uma área de...

Leia Mais
Uma meta a alcançar: cerrado de pé é a esperaça do Geraizeiro

TC de Alto Rio Pardo recebe missão de avaliação de Meio Termo do Bem Diverso

Leia Mais
Oficina incentiva criação de uma rede de jovens comunicadores geraizeiros do Alto Rio Pardo

“Queremos contar nossa própria história, nossa luta pelo território e as belezas das paisagens e do povo geraizeiro”. Esses...

Leia Mais
Bem Diverso e UnB/MESPT promovem Seminário sobre Agroextrativismo e Populações Tradicionais

O objetivo do evento é evidenciar as práticas agroextrativistas de comunidades indígenas, quilombolas e tradicionais que...

Leia Mais