Restauração da vegetação nativa do Cerrado é tema de curso em Brasília

compartilhar

Agricultores, povos tradicionais, lideranças comunitárias também apresentaram os bons resultados das atividades de restauração em suas comunidades

A luta para a proteção de seus territórios e, sobretudo, das bacias hídricas do Norte de Minas Gerais reúne as comunidades tradicionaisde São Modesto, Catanduva, Brejo, Riacho Dantas e Barreiro em atividades para a restauração da vegetação nativa e recuperação de nascentes. Em parceria entre o Projeto Bem Diverso e o DGM Brasil, através do Centro de Agricultura Alternativa do Norte de Minas (CAA-MN), o curso "Restauração da Vegetação Nativa" capacitou agricultores, povos tradicionais, jovens, líderes comunitários e equipe do Bem Diverso no Território de Alto Rio Pardo (MG) de 13 a 15 de fevereiro, em Brasília.

Na programação, além de conteúdo teórico sobre diagnóstico e métodos de restauração, os participantes apresentaram os projetos desenvolvidos por eles em cada comunidade e os seus resultados a partir do projeto DGM Brasil Água dos Gerais para combater o impacto da escassez hídrica e a diminuição dos recursos naturais, que garantem a segurança alimentar e a vida geraizeira. No último dia do curso, os participantes foram a campo conhecer os bons resultados do Programa de Assentamento Dirigido do Distrito Federal (PAD/DF). 

“Com a devastação pelo plantio de eucalipto e pela atuação de grandes empresas mineradoras, estamos recuperando as condições do Cerrado com o cercamento de nascentes, revegetando a partir de sementes na região de chapada e plantando mudas na beira dos córregos”, explicou seu Valdir Silva, da comunidade de São Modesto.  

A partir de mutirões de coleta de sementes e plantio de espécies nativas por meio de semeadura direta é possível reintroduzir todos os estratos do bioma, o que inclui espécies de formação florestal, savânica e campestre. O Cerrado é formado por cerca de 12,5 mil espécies nativas e, para que haja a restauração, é preciso que sejam observadas também a função de cada um desses substratos. Em visita ao herbário da Embrapa Cenargen, os participantes aprenderam que não basta revegetar (plantar alguma espécie) é preciso que cada espécie seja plantada conforme sua formação original, seja por meio de sistemas agroflorestais (SAF) ou de sistemas agrícolas que incorporem também arbustos, ervas e gramíneas. 

Bons resultados

Sete anos sem água e com o abastecimento por caminhão pipa, a comunidade de Catanduva, comemora os resultados das ações de recuperação. “A regeneração da vegetação e a criação das bacias já trazem resultados para o retorno da água”, explica Suely de Oliveira ao relembrar a luta de 15 anos da comunidade até criação da área de conservação Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Nascentes Geraizeiras para a conservação do território, em 2014.

Para o coordenador do Projeto Bem Diverso, Anderson Sevilha, a parceria com o DGM Brasil vai além dos resultados apresentados pelas atividades de restauração na RDS. “A partir do curso, em Brasília, proporcionamos uma troca de experiências para que o apoio do DGM possa atingir outras comunidades e outros projetos”, pontuou.  

As comunidades atendidas pelo projeto Água dos Gerais e pelas atividades desenvolvidas em parceria com o Bem Diverso e demais instituições situam-se nos cerca de 38.177 hectares dos municípios de Montezuma, Rio Pardo de Minas e Vargem Grande do Rio Pardo, que compõem a RDS. A área começou a ser delimitada em 2017 de forma a favorecer a proteção e a conservação dos recursos naturais utilizados por mais de 20 comunidades tradicionais que praticam o extrativismo sustentável para segurança alimentar e geração de renda. 

Lara Aliano, Agência MOC

Notícias Relacionadas

Resgate histórico e geração de riqueza no Alto Rio Pardo de Minas

Atividades do Projeto resgatam as histórias dos povos tradicionais a partir do extrativismo sustentável em uma área de...

Leia Mais
Lideranças geraizeiras e jovens representam a RDS Nascentes Geraizeiras em encontro no Mato Grosso

Grupo Coletores e Restauradores do Cerrado participou de troca de experiências em São Félix do Araguaia

Leia Mais
Recuperação das águas do Cerrado fortalece comunidades tradicionais

No Dia Mundial da Água, Projeto Bem Diverso destaca engajamento dos geraizeiros para restaurar o ecossistema

Leia Mais
Bem Diverso comemora resultados positivos junto a comunidades tradicionais

No programa Conexão Ciência, o pesquisador da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia Anderson Sevilha apresentou um...

Leia Mais