Lideranças geraizeiras e jovens representam a RDS Nascentes Geraizeiras em encontro no Mato Grosso

compartilhar

Grupo Coletores e Restauradores do Cerrado participou de troca de experiências em São Félix do Araguaia

A Associação Rede de Sementes do Xingu realizou intercambio na cidade de São Félix do Araguaia (MT) nos dias 5 e 6 de julho com participação e troca de experiências do grupo Coletores e Restauradores do Cerrado da RDS Nascentes Geraizeiras.

Entre os debates estiveram as responsabilidades do coletor com as suas sementes, como a conservação e bom uso da vegetação e a entrega de sementes já beneficiadas e com um bom padrão de qualidade.

Os critérios do guia de coleta de sementes foram revistos e atualizados pelos envolvidos no processo juntamente com os visitantes, critérios estes envolvidos desde a coleta, beneficiamento e entrega das sementes até a permanência do coletor na Rede.

Os participantes contaram a história da Rede, que começou com uma campanha em 2004. Em 2006 ocorreu a primeira Restauração florestal com a semeadura direta de muvuca de sementes até que foram criados mais grupos e a Rede foi se estabilizando.

No segundo momento foi discutida a qualidade das sementes e como os coletores poderiam oferecer sementes de qualidade, coletando as sementes na época certa, secando da forma correta etc.

Houve também uma oficina de identificação de espécies, onde que foi explicado que o coletor precisa sempre observar as características das plantas para não confundir espécies parecidas.

Já na oficina de manejo foram demostradas formas de beneficiamento e de comunicação, contando como as pessoas utilizavam as redes sociais e como era o acesso à internet onde moravam.

Nas rodas de conversa os participantes do evento trocaram experiências com coletas de sementes e também restauração por meio da semeadura direta de muvuca de sementes, num encontro muito proveitoso para os Coletores e Restauradores do Alto Rio Pardo e RDS Nascentes Geraizeiras.

O Bem Diverso

Os Coletores e Restauradores do Cerrado da RDS Nascentes Geraizeiras envolvidos na atividade vêm do TC Alto Rio Pardo, onde atua o Projeto Bem Diverso. Eles estão baseados nos cerca de 38.177 hectares dos municípios de Montezuma, Rio Pardo de Minas e Vargem Grande do Rio Pardo, que compõem a RDS. A área começou a ser delimitada em 2017 de forma a favorecer a proteção e a conservação dos recursos naturais utilizados por mais de 20 comunidades tradicionais que praticam o extrativismo sustentável para segurança alimentar e geração de renda.

O Bem Diverso é uma parceria entre a Embrapa e o Programa das Nações Unidas para o desenvolvimento (PNUD), executado com o apoio de organizações do governo e da sociedade civil com recursos do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF). A iniciativa abrange ações em outros cinco Territórios  e é liderada pela Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia. O principal objetivo é conservar a biodiversidade brasileira e gerar renda para comunidades tradicionais e agricultores familiares.

Texto: Fabrícia Costa

Notícias Relacionadas

Recuperação das águas do Cerrado fortalece comunidades tradicionais

No Dia Mundial da Água, Projeto Bem Diverso destaca engajamento dos geraizeiros para restaurar o ecossistema

Leia Mais
Restauração da vegetação nativa do Cerrado é tema de curso em Brasília

Agricultores, povos tradicionais, lideranças comunitárias também apresentaram os bons resultados das atividades de...

Leia Mais