Jovens Restauradores do Cerrado ganham prêmio internacional

compartilhar

Com o lema: “Os obstáculos só são difíceis até serem superados”, o grupo Coletores e Restauradores do Cerrado, que nasceu no âmbito do Projeto Bem Diverso, comemora a vitória no Prêmio Juventude Rural Inovadora na América Latina e no Caribe. O resultado da premiação saiu na última sexta-feira (10), e consagrou os restauradores como um dos vencedores na categoria "Inclusão de grupos vulneráveis".

O Prêmio é destinado a identificar, premiar e divulgar iniciativas inovadoras e sustentáveis de jovens de países da América Latina e do Caribe. Concorreram cerca de 600 participantes de 18 países da região, entre eles os jovens coletores de sementes e restauradores do Cerrado, membros do grupo de Restauradores da Reserva de Desenvolvimento Sustentável - Nascente Gerazeiras.

O anúncio foi feito em uma cerimônia virtual que contou com a presença dos jovens Fabricia Santarem, Nondas Ferreira e Marcos Henrique Santos Costa, responsáveis por cadastrar o grupo na premiação. “Para nós, jovens, é muito importante ter esse tipo de reconhecimento e esses espaços de protagonismo. Fazemos um trabalho bem bacana, porque não é só o trabalho de geração de renda, é um trabalho de resgate de conhecimento”, disse Nondas Ferreira durante a transmissão.

“É uma oportunidade incrível”, sentenciou Fabrícia Santarém. A jovem, além de agradecer muito a oportunidade de apresentar os esforços do grupo da conservação do bioma, frisou que a vitória é o reconhecimento do trabalho de educação ambiental que realizam com toda a comunidade local.

Claus Reiner, diretor de país e chefe do Centro de Conhecimento e CSSP para América Latina e o Caribe do Fida, disse que a inclusão de grupos vulneráveis é um tema muito importante na América Latina pois é uma região com extrema desigualdade.

Como prêmio, o grupo vai participar de um programa de tutoria presencial; receber uma contribuição financeira para contribuir com o desenvolvimento da iniciativa; participar de intercâmbio regional com outras organizações para a aplicação das soluções propostas, além de se reunir com empresas em busca de orientação e ou financiamento.

Um vídeo, para mostrar o trabalho que fazem no bioma também será produzido no âmbito da premiação.

A vitória é resultado do trabalho de 35 coletores de sementes e restauradores que atuam na proteção, preservação e promoção da biodiversidade na região do Alto do Rio Pardo, território da cidadania do Bem Diverso, localizado no norte de Minas Gerais. 

Sobre o prêmio
O Prêmio Juventude Rural Inovadora na América Latina e no Caribe é uma das primeiras iniciativas do Centro de Conhecimentos e Cooperação Sul-Sul do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e é co-financiado pelo Governo da China. Desde 1977, o FIDA atua em todo o mundo incentivando a produção de pequenos agricultores e atuando na luta contra a pobreza.