Jovens fortalecem seu protagonismo na comunicação local

compartilhar:

 Oficina de comunicação popular, em comunidade rural de São Modesto (MG), capacita novas gerações para contarem suas próprias histórias

No último dia 18, foi realizada uma oficina de comunicação popular na comunidade de São Modesto, município de Montezuma, em Minas Gerais. A oficina é uma das atividades do Projeto Bem Diverso no Território do Alto Rio Pardo para a capacitação das novas gerações para uma leitura crítica dos meios de comunicação, o questionamento das informações veiculadas e para que se tornem agentes de comunicação local, com foco em seus modos de vida e nos de desafios de quem vive no campo.

Na oficina, foram realizados bate-papo sobre as formas de comunicar e reflexões sobre a influência da mídia no dia a dia, principalmente sobre os estereótipos que são criados das comunidades e povos tradicionais.

"Eu aprendi coisas que eu desconhecia sobre a mídia e a relação com as imagens. Tivemos a oportunidade de aprender como se tira foto e como criticar a reportagem, questinando-se se a informação é só aquela ou se há alguma outra intenção", contou Luana Santos, uma das participantes da oficina. 

O enfrentamento a outros preconceitos foi mostrado a partir de duas versões da cobertura jornalística: a da grande mídia e a das mídias alternativas (comunicação popular). Para os jovens, a troca de experiências e a oportunidade de compartilhar essas reflexões fortalecem a identidade de suas comunidades ao contar as próprias histórias. 

Também foi destacada a importância da leitura de imagens e fotos: cada imagem divulgada na mídia traz uma intenção sobre a mensagem que será passada para o público. A partir da apresentação de técnicas de fotografia como luz, foco, enquadramento e momento certo do clique, foi realizada uma atividade prática, na qual os jovens contaram uma história a partir dos cliques. As fotos foram exibidas ao grupo da oficina e permitiram a análise das primeiras fotos dos futuros comunicadores.

A oficina foi realizada em conjunto com o Projeto DGM, Águas Dos Gerais, com foco nos jovens nas comunidades da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Nascentes Geraizeiras.

Texto: Valdir Dias