Começa amanhã o Encontro Chico Mendes 30 Anos: Uma memória a honrar, um legado a defender

compartilhar

Com espaços de honra à memória e de defesa do legado de Chico Mendes, o Encontro será realizado em Xapuri (AC) até o dia 17

Começa neste sábado (15) o Encontro Chico Mendes 30 Anos: Uma memória a honrar, um legado a defender, a ser realizado em Xapuri, Acre, terra onde Chico Mendes nasceu e viveu.

Organizado em espaços de honra à memória e de defesa do legado de Chico Mendes, o Encontro conta com:

  • Depoimentos das pessoas que conviveram e fizeram a luta com Chico Mendes
  • Entrega do Prêmio Chico Mendes, pelo Governo do Acre
  • Mesas de diálogo sobre os principais temas do legado de Chico Mendes, incluindo as cadeias de sociobiodiversidade, os territórios de uso coletivo e as Reservas Extrativistas
  • Romaria ao túmulo de Chico Mendes
  • “Não foi só Chico Mendes”, mesa especial sobre a violência e os assassinatos resultantes da defesa da floresta nos últimos 30 anos
  • Tarde dedicada a ouvir as vozes das Mulheres da Floresta
  • Feira de produtos extrativistas
  • Inauguração da Exposição “Chico Mendes Herói do Brasil”, na sede do Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais – STTR Xapuri
  • Mostra de Vídeos e Filmes.

Confira a programação completa aqui.

O Encontro Chico Mendes contará com a presença dos amigos e companheiros de Chico Mendes, de representantes das instituições parceiras do CNS e dos povos da floresta, nacionais e internacionais, e de um grande número de mulheres e jovens extrativistas, da Amazônia e de outras partes do Brasil.

O Encontro será aberto no dia 15 de dezembro, às 9 horas da manhã, com a leitura de um poema por Lívia Mamede Mendes, bisneta de Chico Mendes. No encerramento, 30 jovens extrativistas farão a leitura coletiva da “Carta de Xapuri”, documento histórico que marcará o compromisso das pessoas presentes, em especial da juventude da floresta, com a defesa dos ideais de Chico Mendes para os próximos 30 anos. Angela Mendes e familiares de Chico Mendes farão o encerramento do Encontro no dia 17 de dezembro de 2018.

Organizado pelo Conselho Nacional das Populações Extrativistas – CNS, entidade fundada por Chico Mendes e seus companheiros no ano de 1985 para defender os seringueiros, os indígenas e os povos da floresta, o Encontro conta com a parceria de organizações históricas como o Comitê Chico Mendes, o Centro dos Trabalhadores da Amazônia – CTA, o Instituto de Estudos Amazônicos - IEA, o Memorial Chico Mendes, além do Governo do Acre, da Prefeitura de Xapuri, do STTR Xapuri e de mais de uma dezena de outros parceiros.

Divulgação

Notícias Relacionadas

Após 30 anos, o legado do seringueiro Chico Mendes continua vivo

Confira a atuação do Projeto Bem Diverso para o fortalecimento das comunidades da Resex Chico Mendes, no Acre, e para a...

Leia Mais