Celebração reafirma a importância do licuri para as comunidades do sertão baiano

compartilhar

Fonte de sustento e símbolo da cultura e resistência de muitas famílias do semiárido brasileiro, o licuri (Syagrus coronata) foi a grande estrela da 10a Festa do Licuri, realizada nos dias 19 e 20 de agosto de 2017, na Comunidade Quilombo Várzea Queimada, no município de Caém, Bahia.

O evento reuniu povos quilombolas, indígenas, extrativistas, pequenos agricultores, estudantes, pesquisadores e demais apreciadores desta planta que é considerada o “ouro do sertão”. Foram realizadas diversas oficinas temáticas, exposições, concursos, demonstrações gastronômicas, manifestações artísticas e culturais. A organização da festa foi da Cooperativa de Produção da Região do Piemonte da Diamantina (Coopes), com o apoio do Projeto Bem Diverso por meio da Embrapa PNUD e o GEF e demais parceiros.

Para Fernando Moretti, assessor técnico do Projeto Bem Diverso que esteve na festa, fica evidente a importância do licuri para a vida das comunidades, manutenção e conservação ambiental. “Tanto as oficinas, quanto as discussões e as manifestações culturais, demostraram que o licuri, além de ajudar para na geração de renda e segurança alimentar das famílias, contribui ainda para a conservação do Bioma Caatinga e é o elo de resgate de diversos saberes tradicionais de convivência no semiárido”, afirmou.

Do licuri tudo se aproveita

As comunidades do semiárido onde a espécie licuri é endêmica, costumam dizer que “da planta tudo se aproveita”. As palhas das folhas são utilizadas na fabricação de diversos artesanatos como cestos, chapéus, porta joias, artigos de decoração e bijuterias. A amêndoa produz um óleo utilizado na culinária, similar ao óleo de coco, sendo também para a fabricação de sabonetes e cosméticos. A amêndoa é também utilizada na fabricação de doces, como a cocada, de licores e do leite de licuri, especialidade da cozinha baiana. Os resíduos da extração do óleo são utilizados na alimentação animal. Além disso, o Licuri é um dos principais alimentos da arara-azul-de-lear, ave endêmica da Caatinga brasileira e ameaçada de extinção.

Notícias relacionadas:

Manejo, conservação e usos do licuri são temas de oficinas durante a 10a Festa do Licuri (19/08/2017)

Festa do Licuri completa 10 anos (18/08/2017)

Notícias Relacionadas

No TC Sertão de São Francisco, Projeto Bem Diverso estabelece pontes para novas parcerias

O objetivo da visita foi acompanhar as atividades executadas de extrativismo sustentável e sistemas agroflorestais, e...

Leia Mais
Festa do Licuri completa 10 anos

Comemorações dos 10 anos da Festa do Licuri, ocasião de celebração em torno do licuri, uma planta considerada patrimônio...

Leia Mais
Manejo, conservação e usos do licuri são temas de oficinas durante a 10a Festa do Licuri

As oficinas tiveram como tema: Manejo Agroflorestal de Usos Múltiplos em Unidades Demonstrativas de Enriquecimento com...

Leia Mais