Bem Diverso lança edital para apoiar projetos de estruturação, inovação e empreendedorismo das cadeias de produtos da sociobiodiversidade

compartilhar

Será destinado mais de um milhão de reais para apoiar os projetos que serão divididos em três categorias.

O Projeto Bem Diverso (EMBRAPA/PNUD/GEF) lançou hoje (16), um Edital para apoiar Projetos de Associações e Cooperativas vinculadas a Centros de Referência, Escolas Famílias Agrícolas, Agroindústrias e Comunidades Agroextrativistas por meio de Acordos de Subvenção de Baixo Valor. A intenção é apoiar financeiramente iniciativas que visam a estruturação, inovação e empreendedorismo das cadeias de produtos da sociobiodiversidade, e são exclusivas para organizações que já fazem parte das atividades nos Territórios da Cidadania onde o Bem Diverso atua.

Serão destinados um milhão cento e trinta mil reais para apoiar os projetos. Sendo 250 mil para a categoria Centros de Referência/EFAs; 50 mil para Agroindústrias, Cooperativas e Empreendimentos Comunitários; e 20 mil para a categoria Comunitários. 

O número de projetos contemplados em cada categoria e no total dependerá do valor solicitado por cada proponente, de acordo com a ordem de classificação obtida e os recursos financeiros totais disponíveis. Os acordos deverão ter a execução de três meses e os critérios de avaliação técnica serão: Nível de Sustentabilidade, Nível de Articulação, e Estratégia de Execução.

Com o apoio aos projetos, o Bem Diverso espera que os Centros de Referência, as Escolas Família Agrícolas (EFAs), as Agroindústrias e os empreendimentos de base comunitária se consolidem como pólos de capacitação e replicação das tecnologias sociais desenvolvidas, de modo a garantir a sustentabilidade de suas ações. 

Segundo o Coordenador Nacional do Bem Diverso e Pesquisador da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, Anderson Sevilha, os projetos estarão vinculados à linhas de aprendizagem que ao final formarão uma Plataforma de Capacitações, rica em conteúdos como manejo sustentável e recuperação de agrossistemas, boas práticas de fabricação, entre outros. 

“Os projetos apoiados também vão compor os módulos do programa de formação em Educação à Distância (EaD) do Projeto. A ideia é organizar, sistematizar, registrar e disponibilizar o conjunto das atividades desenvolvidas, em plataforma de aprendizagem e educação à distância para agroextrativistas, estudantes e técnicos e extensionistas locais” afirma Sevilha.

Todas as informações e regras para o envio de Projetos estão disponíveis no Edital. Para acessá-lo clique aqui.

Oficina

Para apresentar o Edital, tirar dúvidas dos parceiros e realizar o Planejamento Participativo sobre vinculação dos Projetos a Plataforma de Capacitações (EaD), o Bem Diverso vai realizar uma oficina no dia 24 de junho, às 15h, pelo Zoom. A inscrição para participar do evento é obrigatória.

Link para inscrição: https://undp.zoom.us/meeting/register/tZcqcuyuqTovHdywj08iIFS5X4Li2yDTReNu